Comentários

“Eu o perdoei reiteradas vezes por tantas diferenças… mas ninguém espera ter que perdoar uma traição.”

“Eu o perdoei reiteradas vezes por tantas diferenças… mas ninguém espera ter que perdoar uma traição.

Lembro-me do primeiro beijo que recebi dele. Ah, aquele beijo…

Aquele beijo levou-nos ao altar meses depois…

Vivemos dois anos de lua de mel intensa e estávamos muito felizes.

Meu marido é médico e dá plantões diurnos e noturnos.

Objetivando melhorar a renda familiar, ele intensificou sua jornada de trabalho e devido à minha vida profissional diurna às vezes nos desencontrávamos e desapercebidamente, de repente, estávamos distanciando nossas almas.

Nosso relacionamento estava sendo sufocado pelo trabalho estendido em longas horas extras.

Foi exatamente nesse momento de fragilidade que iniciaram as discussões e brigas. Para não perdê-lo, resolvi engravidar-me sem acordar com ele essa decisão.

Ele ainda não havia planejado ser pai, decepcionou-se comigo quando dei a notícia da gravidez.

O caos instaurou-se em meu casamento: ele não manteve a fidelidade sexual comigo.

Desconfiada, o monitorei e descobri.

No fundo do poço, julgávamos que não havia mais uma solução viável para o nosso caso.

Eu nunca havia refletido bem sobre o processo de crise que experimentávamos e muito menos sabia identificar onde ele havia iniciado. Mais difícil ainda me parecia vencer a crise.

Decidimos que poríamos fim na relação e procedemos com o pedido de divórcio.

Surpreendentemente, um dia antes da audiência, soube de um evento para casais que ocorreria em uma igreja. O evento seria ministrado pelo casal Dra Sara e Pr. Cilas Bernardes. Decidi inscrever-me e fui sozinha no primeiro dia. Meu marido não quis acompanhar-me, afinal já estávamos em processo de separação. Durante a primeira palestra vocês abordaram sobre o ‘ poder do verdadeiro perdão’. Fui profundamente tocada. Eu nunca havia pensado no perdão como um instrumento de cura e restauração!

Voltei para casa e liguei para ele sobre tudo o que tinha ouvido e o convidei a acompanhar-me na segunda palestra que ocorreria no dia seguinte. Ele concordou.

Após a palestra, procuramos vocês e recebemos uma consultoria conjugal completa e poderosamente restauradora.

Ali mesmo liberamos o perdão um ao outro e desistimos do divórcio.

Nossa linda filha nasceu e chama-se: Vitória.

Quero que todos, ao lerem este testemunho saibam que este casal é comprometido com Deus, com a ética, com os valores morais e com o casamento e a família saudáveis.

Obrigada é ínfimo diante do que recebemos: o amor!”

Anônimo.

 

Comentários

As regras não nos restringem; pelo contrário, facilitam nossos objetivos e nos ajudam a ter uma vida mais plena e livre.

Dra. Sara Bernardes

Seja bom e correto mesmo quando ninguém estiver olhando.

Sara & Cilas

“… revesti-vos de AMOR, que é o VÍNCULO da PERFEIÇÃO.”

Cl 3:14

Ninguém é bom demais, ninguém é bom sozinho e é preciso agradecer.

Sara & Cilas

Nunca forme uma opinião sem ouvir os dois lados.